3 de agosto de 2010

Vermelha


Quando chega vem com tudo: o sangue, a dor, a letargia.. E as certezas cíclicas de ser mulher, fêmea poderosa que menstrua, como o céu nos fins de tarde, como o amor, nas despedidas. 

Adoro ciclos. Adoro ser menina que menstrua...
... Só não gosto da cólica né, que de poético não tem nada! rsrs

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Abra a boca e mostra a língua!