13 de janeiro de 2010

Conto novo na Outra Casa

"Nina estava cansada, de fato, e de início não queria nada mais naquela noite do que um bom colchão após um papo embriagado. Mas ao ver certas possibilidades emolduradas em sua frente, no cruzar de línguas que se anunciava, o colchão ganhou novos sentidos em sua mente pervertida"

Passe lá.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Abra a boca e mostra a língua!