10 de dezembro de 2009

Viver um ano em segundos

"Ser capitã desse mundo
Poder rodar sem fronteiras
Viver um ano em segundos
Não achar sonhos besteira
Me encantar com um livro, que fale sobre vaidade
Quando mentir for preciso, poder falar a verdade"


Muita coisa pra dizer e fazer, pouco tempo sobrando. Pressão me irrita total. E ando bastante presionada no trabalho, principalmente. Como não tem outro buraco pra correr - e convenhamos, acabei de chegar - melhor respirar fundo e entender que competência às vezes é um fardo difícil de carregar. Sem demagogia de modéstia à toa ok? Pense um pouco e verá a razão que há nisso.

Um beijo doce embalou minha terça à noite e foi bom matar saudades...

Quarta-feira em salvador. Vacina, festinha de escola, sequilhos e muita preguiça. Vontade de ficar em salvacity até sexta. Mas a responsa não deixou. Uma merda.

...

Trocar de emprego no final do ano significa não ter direito à décimo terceiro decente. Pois é.
Shimbalaiê. E viva o sol.

2 comentários:

  1. Lembra da música de Raul que diz: "pena não ser burro, não sofria tanto"? É bem por aí, nega!

    ResponderExcluir
  2. Porra... é por aí mesmo. Uma pena. Uma contraditória pena...

    ResponderExcluir

Abra a boca e mostra a língua!