26 de julho de 2010

Um olhar, uma luz.




Eu joguei na sexta aqui a foto de Juan para falar sobre a intimidade dele com os enquadramentos e a captação de luzes. Venho agora completar. 

Faz tempo já que o pimpolho me causa susrpresas agradáveis em relação a isso. Em verdade, alma artística de juan floresce e dá frutos cada dia melhores. Bom na dialética, nas perspectivas dos desenhos, no fazer das esculturas de massinha e de argila e bom no captar imagens. isso muito me felicita e me orgulha e se faz motivos de infindáveis papos com os amigos, sobretudo os mais próximos e que acompanham o processo e não ficam nessa de que isso é só papo de mãe babona etc etc.. 

O que percebo, enquanto mãe, é que todas as crianças têm, cada qual à sua maneira, a possibilidade inata de florescer o artístico. é coisa nossa, gente, basta ser trabalhado direitinho. Juan não é nem um geniozinho. É apenas uma criança fomentada à criação. À ele são apresentadas desde sempre as mais variadas ferramentas para que ele escolha as que mais lhe interessam.

Te quem ainda acredite que eu forço alguma coisa e coisa e tal. Antes eu ainda tentava explicar, hoje já me cansa. Eu cobro dele que em tudo o que faça haja determinação e vontade. Paixão sabe? Porque tudo é mais gostoso com paixão, com tesão... Então o lema lá em casa é: se dispôs a arrumar as cadeiras, então vamos empilha-las da melhor forma possível, com jeitinho e buscando obter o melhor resultado. porque tudo é trabalho. Basta voltar o olhar por esse prisma. 

Aí em cima, mais uma fotografia de Juan. Essa ele tirou durante o São joão, aqui em Alagoinhas. Achei fantástica a sensibilidade no captar. Fantástico o olhar. Muito bom mesmo. Estou agora ajeitando uma maquina antiga, de filme ainda, pra deixar com ele, para carregarmos onde formos. Porque é preciso incentivar tudo, desde a melhor maneira de fazer bolinhas de meleca até a lapidação final de uma obra de arte. Não que tirar meleca nao seja uma arte, convenhamos. Mas vcs entenderam o que eu quis dizer. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Abra a boca e mostra a língua!