13 de julho de 2010

Menina de cachos

Há em mim uma sujeira irretocável. Um transparente macio que sai dos meus olhos. Uma maldição colorida transbordando das mãos. Há vento em meus pés, como os de um personagem querido da infância.

Há uma inquietude, uma vontade de preencher todo vazio, uma saudade de momentos inesquecíveis que ainda não vivi.

Há em mim uma paixão pulsando, sonhos que cintilam madrugadas insones. Há em mim um gosto por ervas, por tintas, por palavras e sexo.

Há em mim muitas mulheres que conversam entre si, discordantes. Há uma razão maldita, um heroísmo inútil, um querer exacerbado de abraçar o mundo, de caminhar sobre os mapas, de escalar motanhas.

Há em mim um fogo e uma calma, uma Isa e uma Lorena, uma vontade louca de ser mais, de continuar sendo...

5 comentários:

  1. MARAVILHOSO, aliás, como tudoo que diz. Intenso, como tudo o que faz. Verdaiero, como tudo o que produz. IMPRESSIONANTEMENTE BELO, como você.

    ResponderExcluir
  2. Comentário de mãe é tudo assim né... ô..

    ResponderExcluir
  3. Juro que não é por falta de banho!!!!! kkkkkkkkkkkkkk

    ResponderExcluir

Abra a boca e mostra a língua!