28 de julho de 2010

Outros ares

Eu tô em pleno processo de mudança e ontem, sem uma gota de álccol em casa, encaixotei os livros, as revistas e tirei os quadros do lugar. 

Gosto de mudanças. Elas são sempre bem vindas. Inda mais quando se vai mudar para uma casa onde a cozinha é do tamanho da sua sala atual. É nisso que fico pensando quando lembro de todos os processos burocráticos e financeiros que estou tendo de enfrentar... 

Juan também adora a casa nova e nossa alma grita a certeza de que seremos muito felizes lá também. A nossa casinha ficou extremamente úmida com as chuvas de mais de um mês que cai na cidade - quase na Bahia inteira, na verdade - e não tem mais como a gente ficar... 

O que mais gosto nas mudanças é a possibilidade de promover o caos para depois organizar a vida. Arrumando as coisas para levar de um lugar a outro a gente redescobre uma infinidade de detalhes perdidos na arrumação do dia-a-dia. Essas descobertas são, sem dúvida, a parte mais gostosa de tudo! 

Eu tô num misto de felicidade e angústia sabe? E os medos sempre tem o mesmo sobrenome: dinheiro. 
Aquele que a gente insiste em dizer que não compra felicidade e que no fundo a gente sabe que não compra mesmo, mas que nos deixa mais tranquilos para encontrar a paz. E não me venham com delongas. 

Hoje à noite tem mais coisas pra arrumar, encaixotar, encontrar, redescobrir.. 
Sozinha e com uma latinha de cerveja, que seja! 

2 comentários:

  1. Ebas! Queremos fotos. Ô leitora abusada (rsrsrsrs)

    ResponderExcluir
  2. Que eu me organizando posso desorganizar ou virce-versa. Saudade de você, amada. Muita felicidade na nova casa. Besos

    ResponderExcluir

Abra a boca e mostra a língua!