25 de setembro de 2009

"Na lata do poeta tudo-nada cabe. Pois ao poeta cabe fazer, com que na lata venha a caber, o incabível"

"Pra mim, que tenho coração de desenhista é horrível sair na rua sem o meu caderno, sabe mãe? Porque quando eu vejo assim uma coisas sabe? Uma coisa assim, que nem aquele dragão que a gente viu naquele dia naquela loja perto da pizza.. aí me dá um aperto assim no coração sabe? porque eu tenho que desenhar aquilo"

Juan, of course. Hoje de manhã, a caminho do médico.

2 comentários:

  1. Isa, que coisa mais linda... as pessoas passam a vida toda tentando descobrir o que Juan já sabe por conta própria.

    Que ele nunca, nunca esqueça.

    ResponderExcluir

Abra a boca e mostra a língua!