15 de outubro de 2010

Há sentimentos indecifráveis caminhando dentro de mim. Há questionamentos dos mais variados sobre quem sou e o que quero ser na perspectiva do Outro e de mim mesma; Há dúvidas sobre o que estou fazendo dentro de um relacionamento que não pára de crescer desordenadamente e que ao mesmo tempo se transforma, a partir de limites impostos, geográficos ou não...

Um comentário:

  1. Tô tão em falta contigo, flor! Mas quando essa semana punk passar, prometo que escrevo carta em resposta

    : )

    ResponderExcluir

Abra a boca e mostra a língua!